sexta-feira, 14 dezembro, 2018

Bem-vindos à primeira edição de “Ximu só para Baixinhos”! A cada mês eu irei narrar uma sessão one-shot de RPG ambientado em um dos desenhos dos anos 80/90.

Qual serão? Voto, meus queridos! Sempre depois de cada jogo, uma enquete com 3 opções estará disponível no FÓRUM do Casa Velha RPG para serem votados, no prazo de uma semana. O mais votado, será o escolhido. O menos votado pula fora, podendo entrar quem sabe futuramente e o segundo lugar permanece na briga da próxima votação com outros 2 candidatos.

Haverá sempre um mini-conto para apresentar a ambientação como ela está. Poderá ser um futuro, um passado, uma atualidade, podendo assim nossos jogadores fazerem personagens novos ou mesmo, quem sabe, jogar com os heróis!

Nesta primeira iniciaremos com os poderosos THUNDERCATS!

Boa Leitura!

—————————————————————————————————————–

O VALOR DE UM CÓDIGO.

O dia começou como qualquer dia difícil daquela época em que não tínhamos um pouco mais que nada. O céu avermelhado estava limpo e os coletores eólicos estavam em pleno funcionamento, auxiliando a produção de energia que tinha como base o pouco de thundrillium que achávamos nas incursões do Feliner.

Foi muito rápido, quando menos esperamos os receptores de espaço profundo captaram um, depois dois e em pouco tempo eram vários. Estávamos recebendo transmissões de sobreviventes à destruição de Thundera pela Aliança Mutante. Com a chegada de nossos irmãos, ficamos sabendo mais e lacunas do final da história de Thundera foram preenchidas. Primeiramente que Thundera não explodiu como achávamos! Porém, como de se esperar, mesmo no poder os Mutantes eram desorganizados e desunidos. Em parte pela sua etnia de raças variadas, cada uma com cultura e comportamento diferentes, mas pela origem dos seus líderes, mesquinhos e sedentos pelo poder. Uma guerra civil Mutante se instaurou em Thundera apenas 5 anos depois de nossa fuga, e nosso lar pagou a conta, Thundera era agora um planeta morto e venenoso, inóspito para a vida.

Mas a alegria de encontrar nossos irmãos era maior que a tristeza pela perda de nosso lar. Com os tempos de paz desde a destruição do Ser Eterno e a consequente fuga de seus asseclas, tivemos a tranquilidade para reerguer nossa sociedade. De algumas centenas nos tornamos milhares e tudo aquilo que nos fazia lembrar dos tempos áureos, agora era realidade mais uma vez. Ciência, tecnologia, economia, filosofia, aliado ao nosso sagrado código nos fez chegar aos nossos acertos.

Mas com o passar dos anos, também aos nossos erros.
Com o tempo o sacrifício e o esforço que fizemos foram sendo esquecidos. As novas gerações não tomam conta do nosso código e nossa sociedade aos poucos se tornou indiferente ao que aconteceu.

Novos valores estão em pauta. O comércio com nossas duas colônias, Nova Thundera e Jaga Prime, é o que rege a vida dos novos Thunderianos. Religiões de todos os tipos crescem nos cantos das cidades. O que nos fazia grandes é só uma lembrança e com o tempo o código foi esquecido, assim como a necessidade de nossos melhores membros, os Thundercats não eram mais necessários e tudo que representaram hoje acumula poeira em nosso museu. Até mesmo o outrora poderoso Olho de Thundera é uma simples pedra simbólica, morta e sem poder, fechado eternamente para nós.

E agora, com nossa sociedade inerte e decadente, as brechas ficam mais visíveis, e olhos gananciosos e malignos se viram para nós. Boatos de uma Nova Aliança mutante nos limites da Galáxia tomam forma e histórias de um culto emergente secreto e nefasto pintam as ruas com o símbolo das serpentes siamesas.

Mas meu espírito nunca descansará, pois a mim foi dado a incubência da preservar a memória de nosso povo. Fazê-los lembrar de nossos heróis do passado, do sacrifício feito e dos valores antigos.
Justica. Verdade. Honra. Lealdade.

Nós precisamos de novo dos Thundercats!

O ano é 1216 do Terceiro Mundo.
E eu sou Tygra, Espírito Guardião das Memórias de Thundera.

Tags: , , , ,

Curta nosso Facebook!

SIGA-NOS

INSTAGRAM

Estamos ON!
Estamos OFF :(