sexta-feira, 14 dezembro, 2018

Dia 09/11 vai começar aqui no canal uma campanha de Deadlands – Oeste Sem Lei. Para que você vá se adaptando aos personagens, vamos liberar semanalmente os backgrounds de cada um deles, escritos pelos próprios jogadores. O terceiro é um homem da ciência que busca nas misteriosas rochas fantasmas uma forma de botar seu nome na história. Mas a que preço?

Leia mais sobre o cenário: Deadlands – Um cenário de faroeste mágico

Ernest Waynestark,  Dr. Ernest ou simplesmente “Ernie” é o mais novo de três irmãos de uma família de comerciantes. Quando criança teve sérios problemas de coluna e certas dificuldades atléticas. Com isso acabou ficando mais em casa e focando bastante nos livros. Sempre adorou histórias fantásticas sobre grandes explorações, povos místicos e sobre a cultura indígena em geral. Claro que isso pra ele sempre foi visto apenas como mera fantasia. Seu pai nunca foi dos mais religiosos e como perdeu sua mãe cedo, não recebeu este tipo de conhecimento de forma efetiva.

Ainda criança, algo viria para realmente mudar os rumos de sua vida. Um devedor de seu pai pagou uma grande dívida com o que tinha de mais valioso. Uma pequena biblioteca. O menino quase chorou de alegria. Agora as janelas para o mundo estavam abertas. Não importava se era literatura, culinária ou mecânica aplicada. O pequeno Ernie passava seus dias deitado no grande tapete da biblioteca, cercado de diversos livros, alternando entre eles assim que ia enjoando de cada um. Em alguns anos ele já tinha lido todos os tomos dali, alguns mais de uma vez. Conversar com ele chegava até a ser chato. Seus irmãos, apesar de calcularem muito bem,  mal sabiam escrever e se irritavam fácil com os papos cabeça do caçula.

Em sua juventude demonstrou interesse por marcenaria, serralheria e todo tipo de ofício que fosse possível realizar com pouco deslocamento. Logo, seu pai construiu uma oficina, no lugar de um estábulo não utilizado, ao lado da loja. Ali, Ernest começou a ganhar seu próprio dinheiro. Fazendo reparos em pequenos móveis, máquinas e até armas. Logo ficou tão bom que construiu para si um aparelho que facilitava para sua coluna mantê-lo ereto e mais tarde possibilitou que corrigisse seu problema por completo. Claro, agora ele está ligado ao metálico aparelho pra sempre. Sem ele, Ernie anda lentamente, encurvado e mancando de uma perna.

Seus conhecimentos cresceram com o passar dos anos e em sua fase adulta prosperou, passando não somente a reparar, como também a manufaturar novos equipamentos e armas. Chamou inclusive a atenção da Dr. Hellstromme e da Smith & Robards. As maiores e mais renomadas fabricantes de armas e equipamentos do país. Acreditando muito em seu potencial, negou as generosas propostas de trabalho e decidiu investir em seu negócio próprio, acreditando que isso seria uma retribuição pela dedicação de seu já falecido pai. Hoje um selo “WS” em uma arma ou equipamento em geral é sinônimo de qualidade e precisão. Tanto que mesmo Ernie, que nunca foi lá um grande atirador, consegue proezas impressionantes quando utiliza suas obras primas. Seus produtos são caros e a mão de obra é realizada por poucos felizardos, escolhidos a dedo pelo velho Ernie.

Anos atrás, um forasteiro lhe trouxe uma arma muito peculiar para reparo. Ernie ficou fascinado com a tecnologia e material empregado. Era um metal muito peculiar, extraído da tal “rocha fantasma”. Ernie pesquisou mais a fundo, mas conseguiu aprender muito pouco. Passou a integrar e utilizar o material em seus produtos, mas sente que pode ir muito além. Isso seria um diferencial que colocaria o nome dos Waynestark em seu merecido lugar. Decidiu ir atrás de mais informação sobre o tal metal que muitos chamam de mágico ou sobrenatural. Está decidido a rumar para onde há abundância de rocha fantasma, onde há informação sobre ela e onde provavelmente há muito perigo.

Leia também: Deadlands: Background #01 – Hernando

Leia também:

Tags: , , , ,
Estamos ON!
Estamos OFF :(